Ásana

Ásana é toda a posição firme e agradável (sthira sukham ásanam). Essa é a definição ampla e lacónica do Yôga Sútra, capítulo II, 46.

Tratado de Yôga, DeRose, Edições Afrontamento

Ásana também  é definido como técnica psicofísica, pelo aporte mental incluído na sua performance. O desempenho físico é apenas o início, é o momento onde procuramos que o corpo se adapte à posição, e onde tentamos conquistar a estabilidade na técnica. Só depois disso iniciamos a verdadeira prática de ásana, através da aplicação da localização da consciência, da mentalização e da respiração coordenada.

A prática regular e continuada no tempo, associada aos outros feixes de técnicas que um sádhana de SwáSthya Yôga contém, resultam num indivíduo cheio de força, energia, vitalidade e capacidade de foco muito acima da média.

Pratica um pouco

O Yoga deve ser descoberto através de uma prática progressiva e regular.

praticar yoga

 

Pratica um pouco, mas pratica todos os dias. Um pouco de respiração, um pouco de purificação, um pouco de técnicas corporais, um pouco de descontracção, um pouco de mantra, um pouco de meditação…Apenas um pouco! E esse pouco, ao longo dos 365 dias do ano, acabará por formar uma montanha.

Boas razões para praticar Yoga

Estudantes: concentração, capacidade de foco, vitalidade e boa disposição

Artistas: consciência corporal, criatividade, consciência da respiração

Profissionais liberais: gestão do stress, aumento de produtividade, dinamismo, energia

Desportistas: alongamento e flexibilidade, concentração, ampliação da respiração

Executivos: intuição, descontracção, bem-estar, gestão do stress

Porquê praticar yoga

 

Bruce Lee

Bruce Lee é realmente uma inspiração.
A sua filosofia e os seus pensamentos transmitem ensinamentos fabulosos.

“Não importa quão grande ou pequeno um homem pareça ser; ele não é nada sem a sua integridade…”

“Saber não é o bastante; é preciso aplicar. Querer não é o bastante; é preciso fazer…”

“Empenhar-se activamente para alcançar determinada meta dá à vida significado e substância…”

“Absorva o que é útil. Rejeite o que é inútil…acrescente o que é especificamente seu. O homem, criador individual, é sempre mais importante que qualquer estilo ou sistema estabelecido…”

“Quem quiser vencer, deve aprender a lutar, perseverar e sofrer…”

” A vida é um processo fluente e em alguns lugares do caminho coisas desagradáveis ocorrerão. Podem deixar cicatrizes, mas a vida continua a fluir. É como a água fluente, que ao estagnar-se torna-se podre; não pare! Continue bravamente…porque cada experiência nos ensina uma lição.”

“Seja como a água que abre caminho através das pedras: não se oponha ao obstáculo; contorne-o!”

“Os que não sabem que caminham na escuridão, jamais verão a luz.”

“Conhecimento dá poder, mas só o caráter grangeia respeito.”

“A confiança nasce do conhecimento.”

“Esvazie sua chávena primeiro, só então você poderá provar meu chá. Afinal de contas a utilidade da chávena está em poder esvaziar-se. Abra sua mente para receber novas ideias.”

“Optimismo é a fé que conduz ao sucesso.”

“Se você acreditar que uma coisa é impossível, você a tornará impossível.”

“A vida é um processo constante de relacionamento.”

“Um bom mestre poupa seus alunos de sua própria influência.”

“Desde que eu fui uma criança tenho tido esse impulso instintivo por expansão e crescimento. Para mim, a função e dever de um ser humano de qualidade é o honesto e sincero desenvolvimento de seu potencial.”

“O vazio é o que está no meio das coisas, o vazio inclui tudo não tem oponente, não exclui nem se opõe a nada, é um vazio vivo pois tudo emana dele, quem percebe este vazio, será preenchido com Vida, Força e Amor.”

Disciplina ou arrependimento

“Dizem que há somente duas dores na vida, a dor da disciplina ou a dor do arrependimento, e que a disciplina pesa quilos, enquanto o arrependimento pesa toneladas.”

Às vezes o caminho é feito de dores. As dores da disciplina produzem resultados; as dores do arrependimento produzem frustração.

As conquistas não acontecem por acaso. Exigem treino e disciplina. Dependem muito das nossas escolhas, da prioridade que damos aos nossos sonhos e do que fazemos com o nosso tempo.

As nossas escolhas dependem muito da consciência que temos de nós mesmos, da maneira como vemos o mundo e da forma como nos relacionamos como o que nos rodeia.