Meditação sobre o vaivém da respiração

O Programa  31 dias de Meditação  já na terceira semana, e os participante já começam a relatar os benefícios que vão surgindo. Sabe tão bem ouvir… 🙂

Aqui fica o exercício desta semana!

IMG_9122

Sente-se confortavelmente, com as costas direitas, numa posição que deverá ser firme e confortável.

A partir de agora mantenha-se continuamente presente na sua respiração, sem a esquecer e sem se distrair.

Respire naturalmente, procure não interferir na sua respiração. Aceite-a tal qual ela lhe surge neste instante. Concentre a sua atenção na respiração que vai e vem…

Esteja particularmente presente na sensação criada pelo ar nas suas narinas, no local onde sente o ar com mais intensidade. Pode ser a entrada do nariz, ou um pouco mais no interior, ou ainda na parte mais alta, nos seios nasais. Ao expirar, procure aperceber-se do toque do ar junto ao lábio superior.

Repare também no momento em que a respiração se suspende, entre a expiração e a inspiração seguinte.

Depois, ao inspirar, concentre-se novamente no ponto em que sente o ar a passar, e repare no instante em que a respiração de detém um segundo entre essa inspiração e a expiração que se segue…

Concentre-se de forma idêntica no ciclo seguinte, respiração após respiração, sem qualquer tensão, mas também sem nos relaxarmos ao ponto de cair no torpor.

Observe a sua respiração, aceite-a, não interfira… Observe…
Não modifique a sua respiração. Seja a respiração longa ou curta, limite-se a estar consciente de que ela é longa ou curta.

Não tardará a cair na distracção, acompanhada de uma proliferação de pensamentos, ou num estado vago de semi-sonolência, ou ainda numa combinação dos dois. É aí que a atenção deve intervir: mal se dê conta de que a concentração se perdeu, limite-se a retomá-la, sem sobrevalorizar o facto com arrependimento ou culpa.

Simplesmente regresse à respiração, como a borboleta volta à flor depois de ter esvoaçado de um lado para o outro sem motivo aparente…

Inspiração

Inspiração
1.Movimento pelo qual se leva o ar aos pulmões.
2.Ideia ou pensamento que surge de repente; estro.
3.Insinuação, conselho.
4.Coisa inspirada.
in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Para perceberes como a respiração te pode ajudar em momentos decisivos:“Como ser brilhante todos os dias”

Para conheceres a relação entre o stress e a tua respiração:“A respiração e o stress”

Para saberes mais sobre a respiração no Yôga: “Aprenda a respirar”

Para descontraires um bocadinho:“Porque às vezes na vida é preciso parar para respirar”

Expiração
1.Parte da respiração em que se expele o ar dos pulmões.
2.Expulsão natural dos gases absorvidos e não assimilados.
3.Exalação.
4.Vencimento de um prazo marcado.

Como ser brilhante todos os dias

Como ser brilhante todos os dias?
Segundo Alan Watkins a resposta pode estar na nossa respiração.

Aprender a respirar de forma ritmada pode colocar-nos no caminho da alta performance em todas as áreas da nossa vida

Partilho abaixo o link para uma palestra de Alan Watkins, médico e especialista em liderança e desempenho humano.

No inicio da palestra somos levados a compreender como funcionamos. Tudo começa no corpo, na nossa fisiologia, até chegar à mente e ao comportamento. Na segunda parte da palestra, podemos ver como a respiração tem impacto nos nossos resultados.

A respiração é uma ferramenta muito importante para alterar a nossa fisiologia. Mas na verdade todas as técnicas do Yôga trabalham nesse sentido.

Para saber mais sobre respiração  sugiro os seguintes artigos:

Os ritmos respiratórios e os estados emocionais

As técnicas respiratórias e a transformação do indivíduo

Respirar bem para viver melhor

A respiração alternada e as suas propriedades

A respiração e o stress

Respirar é algo que nos acompanha desde o nascimento até à morte. É umas das nossas funções vitais, e sem dúvida a mais importante: conseguimos estar sem comer várias semanas, sem água alguns dias, mas sem ar morremos em poucos minutos!
É certo que todos respiramos, no entanto muitos de nós não respiram tão bem quanto deveriam.

Respirar melhor é forma ideal de aprender a lidar com o stress e com estados de ansiedade.

Quando enfrentamos situações que nos causam muito stress respiramos de uma maneira designada por respiração torácica. Esta forma de respirar, como o nome indica, fica concentrada no tórax e é uma respiração superficial, irregular e rápida. A quantidade de ar que chega aos nossos pulmões é reduzida, o que conduz a um aumento do batimento cardíaco e a uma maior tensão muscular.

A respiração torácica também é comum quando estamos inactivos. Por norma, quem trabalha sentado o dia todo também tem tendência a respirar dessa forma.

A forma alternativa de respirar é conhecida como respiração abdominal ou diafragmática. Aqui, em vez de respirarmos com a parte alta dos pulmões damos mais ênfase ao diafragma – a membrana que separa os pulmões dos órgãos abdominais. Ao executar a respiração diafragmática vai conseguir respirar de forma mais profunda, lenta e regular, o que vai provocar uma diminuição da tensão muscular e do batimento cardíaco.

Para perceber como está a respirar faça o seguinte:

– sente-se numa cadeira e permaneça descontraído mas com as costas erectas
– coloque a mão direita no abdómen e esquerda no peito
– feche os olhos e observe-se durante alguns minutos

Qual é a mão que está a subir e a descer à medida que inspira e expira?

Se respondeu a esquerda então está a respirar com o tóráx.

Para aprender a respiração abdominal ou diafragmática siga este link: Respirar bem para viver melhor

Durante os próximos dias, observe a sua respiração em alturas diferentes. Está a respirar a partir do tórax ou com o diafragma? Assim que perceber como está a respirar pode trabalhar para melhorar a sua respiração.

Pode deixar um post-it no seu computador para se lembrar da respiração diafragmática. Lembre-se que se conseguir melhorar a sua respiração estará infinitamente mais bem preparado para lidar com o stress!

9058815647_5d413bb812_z-001

Wonderful moment

Breathing in, I know I am breathing in.
Breathing out, I know I am breathing out.

Breathing in, I notice my breath has become deep.
Breathing out, I notice my breath has become slow.

Breathing in, I calm my body and my mind.
Breathing out, I am at ease.

Breathing in, I smile.
Breathing out, I release.

Breathing in, I got back to the present moment.
Breathing out, I know this is a wonderful moment.

In, Out.
Deep. Slow.
Calm. Ease.
Smile. Release.

Thich Nhat Hanh

respirar-5

Thich Nhat Hanh é um Mestre do Budismo Zen. É também um poeta e activista da paz e dos direitos do homem. Mais informações aqui: http://thichnhathanhquotes.blogspot.pt/