Yantras

Yantra significa símbolo, mas também mecanismo, instrumento, máquina ou ferramenta. Provém da raiz yan (moderar, subjugar, controlar, governar) e do sufixo tra (instrumento).¹

No Swásthya Yôga existem três graus ou métodos de meditação (dhyána): yantra, mantra e tantra.

O primeiro grau, yantra dhyána, consiste em concentrar-se sobre uma imagem ou símbolo, até que a mente se sature e os vrittis cessem.

Os yantras podem ser: uma figura geométrica, o ÔM, a chama de uma vela, o sol, a lua, etc. O yantra dhyána é chamado de primeiro grau devido à facilidade que os iniciantes têm ao empreender este método, já que ele utiliza objectos concretos para visualizar.

Para praticar yantra dhyána podemos colocar o objecto ou a sua ilustração diante dos olhos, contemplá-la durante algum tempo e depois fechar os olhos, procurando manter a visualização do objecto. Se perdermos a imagem, basta abrir os olhos e observa-la novamente durante alguns minutos.

Alguns yantras 

Ashtánga Yantra – o símbolo do Swásthya Yôga

ashtanga-yantra

O ashtánga yantra é formado por um círculo de cujo centro centro partem oito raios equidistantes, que ultrapassam a circunferência e terminam em oito trishúlas, símbolos de Shiva.

ÔM – símbolo universal do Yôga e do Hinduísmo, para todo o mundo, todas as épocas e todas as escolas.

om

Cada Escola de Yôga adopta um desenho específico do ÔM. Na foto está representada a medalha que os praticantes de SwáSthya Yôga costumam usar, no centro da medalha está o ÔM.

O ÔM não têm tradução. Os hindus consideram-no o som do Absoluto, nas escrituras da Índia antiga, o ÔM é considerado o mais poderoso de todos os mantras.

Srí Yantra – símbolo de muitas Escolas de Filosofia indianas

Sri_Yantra

O Srí Yantra tem no centro quatro triângulos isósceles com os ápices voltados para cima, que representam Shiva,  o aspecto masculino. Tem também cinco triângulos isósceles voltados para baixo, que representam Shaktí, o aspecto feminino. Os triângulos são delimitados por duas filas de oito e dezasseis pétalas de lótus, que representam a força da criação.

As linhas que circundam a o yantra são semelhantes a um templo com quatro portas.

¹Léxico de Yôga Antigo, Lucíla Silva

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s